Dinheiro, crenças e espiritualidade


Muitos cresceram com a crença de que a riqueza e a espiritualidade não são companheiras, que o dinheiro é “sujo”, que devem escolher entre a riqueza ou seus valores, porém, esta crença torna difícil alcançar os objetivos financeiros.
O dinheiro é uma fonte de energia, é como uma chave poderosa que pode abrir muitas portas. E como uma chave, ela não é nem positiva e nem negativa por si só. Nós decidimos quais portas devemos abrir. Nós decidimos quais valores colocamos no dinheiro, como o adquirimos e como o usamos.
Nossas crenças não estão baseadas na verdade absoluta. A verdade difere de uma pessoa para outra, de acordo com o condicionamento pessoal e os eventos da vida. Em outras palavras, a verdade depende da pessoa que a experiencia. É por isto que alguns têm muito, enquanto outros, não. Em muitas ocasiões vocês notarão que a abundância financeira não se relaciona à educação ou às mentes de gênios, mas aos sistemas de crenças que regulam as vidas e os resultados daqueles que criam a abundância, ou não., portanto, o modo com que interagimos e usamos o dinheiro reflete os nossos pensamentos e crenças.
A boa notícia é que as crenças não são permanentes. Elas são bem maleáveis. Nós podemos nos libertar das crenças que não mais nos servem e substituí-las por crenças que favoreçam a nossa prosperidade.
Você pode “ganhar” seu dinheiro fornecendo um serviço útil ou vendendo aparelhos sem valor e também pode usar o mesmo dinheiro para ajudar a uma pessoa carente ou adquirir algo somente por razões egoístas.
É tudo uma questão de escolha. Sua escolha.
O dinheiro proporciona condições que viver dignamente, nos oferecer a oportunidade de contribuirmos com uma causa digna, portanto, também nos concede a paz, um estado essencial para viver uma vida espiritual e abundante.
Pense em todas as coisas boas que você poderia fazer com dinheiro em abundância. Convença-se do seu poder de fazer o “bem” com este recurso o dinheiro e compreenda que ter dinheiro em abundância e ter uma vida espiritual podem realmente acontecer simultaneamente.
A maior parte de nós se sente melhor quando o dinheiro chega do que quando ele sai. Paradoxalmente, em nossos esforços do dia a dia, nos sentimos muito melhor quando damos do que quando recebemos.
Isto é porque nos foi ensinado desde uma tenra idade que é mais gracioso dar do que receber. Em alguns casos, estes ensinamentos podem ir tão longe a ponto de nos fazer acreditar que receber está ligado ao egoísmo. Isto cria um conflito interno e produz obstáculos a um nível subconsciente que podem impedir a nossa prosperidade. Além disto, não podemos passar a vida apenas dando. Eventualmente, nós terminaremos nos sentindo vazios...
Portanto, o único meio de criar a abundância na vida é regulando a dinâmica de dar e de receber nos dois níveis, consciente e subconsciente. Quando atingimos o equilíbrio, nós criamos a abundância e a prosperidade em nossas vidas e nas vidas daqueles a nossa volta.


Estas dicas podem ajudá-la, entretanto, se perceber que precisa de acompanhamento profissional, entre em contato: silvana.rangel@terra.com.br 11 94732 4154

Reserve sua vaga para o workshop Dinheiro, Crenças em Espiritualidade, que acontecerá em novembro/2014 na Vila Mariana - São Paulo. Investimento: R$ 150,00 
Mais informações: silvana.rangel@terra.com.br


Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário